Pontos de tricô: 8 tipos mais usados para render na hora de tricotar

tipos de pontos de trico

Os pontos de tricô mais usados podem ser uma inspiração no seu dia a dia para a confecção de diversas peças de roupas, além de acessórios fofos e charmosos.

As opções de objetos decorativos ou de uso pessoal são variadas, na verdade, elas só aumentam com o passar do tempo.

Se ainda não sabe tricotar, esta é a hora de aprender os pontos básicos e experimentar as sequências mais elaboradas de acordo com o seu desenvolvimento.

O segredo do tricô é não ter medo de errar e aproveitar o tempo para relaxar e criar. O primeiro passo é entender os pontos e fazer o trabalho render, depois apostar na sua vontade e confiar nela. 

pontos de trico para cachecol
Foto: Craft Club – NationBuilder

Com essa técnica você pode fazer touca em tricô, sapatinhos de bebê, blusas, poncho, golas, almofadas decorativas, mantas, peseiras, sobretudo feminino e masculino, entre muitos outros artesanatos. Saiba mais a seguir!

8 Tipos de pontos de tricô mais usados

Com os pontos mais usados você já vai poder criar muitas peças. E para conseguir um bom resultado é preciso muita prática e dedicação.

1 – Ponto barra 

Existe o ponto barra 1/1 e o ponto barra 2/2. O ponto barra 1/1 é múltiplo de dois pontos, então, coloque sempre um número de pontos que seja múltiplo de dois na sua agulha.

pontos de tricô fácil
Foto: NobleKnits

Ao colocar os pontos na agulha para fazer uma carreira, você começa com um ponto meia e em seguida faz um ponto tricô, seguindo assim até o final.

O ponto barra 2/2 é múltiplo de quatro pontos, então, coloque sempre um número de pontos que seja múltiplo de quatro na sua agulha.

pontos de trico para almofadas
Foto: The Blog – We Are Knitters

Comece com um ponto meia e na sequência faça mais um ponto meia, depois disso faça o ponto tricô duas vezes também, seguindo assim até o final da carreira.

Fazendo o ponto barra 1/1 ou o ponto barra 2/2 faça a quantidade de carreiras que desejar para fazer a sua peça em tricô.

Esse ponto é ideal para fazer barras em toucas, blusas, casacos, meias e sapatinhos.

Observe ao passo a passo deste tutorial da Bianca Schultz:

2 – Ponto cordão em tricô 

O ponto cordão é conhecido também como ponto musgo e ele é feito a partir de um mesmo ponto em todas as carreiras.

pontos de tricô para bebê
Foto: Gift of Knitting

Você pode escolher entre fazer todos os pontos em ponto meia ou em ponto tricô.

Lembre-se que o avesso do ponto meia é o ponto tricô, e vice-versa, dessa maneira, basta escolher o ponto que é mais fácil na sua prática. 

Visualize o tutorial da Rosiene – Tricô e Tal:

3 – Ponto mate simples 

O mate simples aparece em muitas receitas, especialmente em pontos rendados. Ele serve para fazer a diminuição de um ponto com inclinação à esquerda.

Depois de dois pontos meias, por exemplo, fazer o mate simples é deixar um ponto sem fazer e depois repetir o ponto meia.

Em seguida, é preciso pegar o fio na agulha, do ponto que não foi feito, e passar ele por cima do ponto meia que foi feito por último.

Veja como fazer assistindo a este passo a passo do canal Mãos Ativa:

4 – Ponto mate duplo 

Este ponto já serve para a diminuição de dois pontos com inclinação à esquerda.

Então, a diferença do mate duplo para o mate simples, é que o mate duplo vai usar dois pontos sem fazer, passando eles para a outra agulha.

Depois, os dois fios vão passar sobre o ponto seguinte. Acompanhe o vídeo para entender o passo a passo da Marcia Galti:

5 – Ponto laçada 

Comece com uma quantidade ímpar de pontos na agulha e escolha uma agulha grossa para deixar o efeito melhor.

O primeiro ponto é uma laçada, uma volta com o fio atrás da agulha. Em seguida, pegue dois pontos juntos em ponto tricô e siga assim até o final da primeira carreira.

As demais carreiras são do mesmo jeito, desse modo, faça algumas carreiras, curta o efeito e crie a sua peça.

Aprenda ainda mais assistindo ao vídeo da Nil Mari Oficial By Marília:

https://www.youtube.com/watch?v=qbYwOq0f3aA&feature=youtu.be

6 – Ponto arroz

O modo mais simples de fazer o ponto arroz é intercalar apenas o início das carreiras.

arroz simples
Foto: Studio Knit

Por exemplo, ao começar a carreira com o ponto meia, comece a outra carreira com o ponto tricô.

A ideia é que a primeira carreira repita sempre um ponto meia e um ponto tricô, enquanto que na segunda carreira a repetição seja um ponto tricô e um ponto meia.

Confira as dicas da Bianca Schultz:

7 – Ponto ajur oblíquo 

Este ponto é mais complicado e para confeccioná-lo faça quatro carreiras e repita as sequências até finalizar a sua peça.

A primeira carreira é feita com um ponto meia, seguido por um ponto laçada com dois pontos juntos em meia e mais um ponto meia. A segunda carreira é toda feita em ponto tricô.

A terceira carreira inicia com dois pontos meias, mais um ponto laçada e dois pontos juntos em meia, finalizando a sequência com dois pontos meias para reiniciar.

A quarta carreira é também toda em ponto tricô.

Confira o passo a passo do canal blogby day:

8 – Ponto waffle

Esse ponto é um pouco mais fácil do que o anterior, mas também faz uso de uma repetição de sequências que se repetem a cada quatro carreiras.

Inicie com uma quantidade de pontos na agulha que seja um número múltiplo de 3. Na primeira carreira, então, faça dois pontos meia e um ponto tricô, dando continuidade.

Na segunda carreira, inverta a quantidade, faça um ponto meia e dois pontos em tricô.

Na terceira carreira, faça a mesma sequência da primeira. Por fim, na quarta carreira, faça toda a carreira em ponto meia.

Acompanhe o tutorial da Bianca Schultz:

Ponto de tricô que rende  

Existem algumas dicas para fazer render o fio durante o tricô. Primeiro, use dois fios nas agulhas e faça as partes da peça em separado para juntar depois, se for o caso.

que rende  
Foto: @seatoskydesigns

 

Muito mais do que o tipo de ponto, o que vai influenciar no rendimento é como a sua mão trabalha e a grossura do fio. Contudo, é claro que uma trama aberta, com pontos frouxos, será mais rentável em relação à quantidade de fio utilizado.

Só que uma linha mais grossa pode fazer um ponto maior e, consequentemente, um ponto grande ajuda no comprimento mais rapidamente também. Além disso, cada pessoa tem um jeito próprio para fazer os pontos e isto cria oscilações e padrões diferentes.

Erros podem comprometer o rendimento do trabalho, mas o mais importante é não ter medo de errar. 

Pontos de tricô para cachecol        

É possível fazer cachecol com os pontos de tricô básicos, especialmente com o ponto tricô e o ponto meia. Nesse caso, essa sugestão é ideal para iniciantes. Porém, existem inúmeros pontos de tricô diferentes que podem causar efeitos inusitados na sua peça.

Como fazer pontos de tricô passo a passo
Foto: @theknitstitch

Existem pontos frouxos, pontos para fazer um barra inglesa, pontos que contam com linhas finas ou linhas mais grossas. Enfim, são vários pontos que se diversificam no desenrolar do passo a passo.

Confira os pontos que foram mencionados anteriormente e faça a quantidade certa para determinar o tamanho do seu cachecol de tricô. 

Pontos de tricô fáceis para iniciantes 

Os pontos de tricô mais básicos são: o ponto meia e o ponto tricô. Com estes dois pontos, outros acabam surgindo a partir de variações conforme a quantidade ou o tipo de sequência.

Falar de “ponto” no crochê significa falar de pontos que são colocados na agulha, pontos que são feitos a cada laçada e pontos que se constituem a partir de uma sequência.

para iniciantes
Foto: @theknitstitch

Deste modo, os pontos fáceis e simples são aqueles que não exigem sequências complexas e possuem um jeito mais prático e rápido.

Outro ponto fácil é o ponto laçada, que deixa a trama aberta e causa um efeito interessante e diferente.

Pratique os pontos de tricô mais usados e veja o seu avanço na prática, crie peças incríveis, lindas e confortáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *