Tear: o que é, para que serve e tipos mais usados

modelo de tear

O tear é utilizado para fabricar lindos trabalhos de manufaturas e industriais. Nele, é feita a tecelagem dos fios para formar peças que ser para uso próprio ou para venda.

O cachecol, por exemplo é feito com a tecelagem dos fios e essa tecelagem é feita a partir de um tear. Ele pode ser de madeira, de pente de liço, papelão e ainda conter pregos para passar os fios.

Os trabalhos podem ser para várias ocasiões. Para a decoração da casa, por exemplo, é possível fazer tapetes, toalhas de mesa, jogo de banheiro, passadeira, capa para almofada, entre outras coisas.

o que é tear
Foto: Seamwork

É possível escolher kits para trabalhar e neles, encontram-se teares retangulares, redondos e quadrados. Ele é uma maneira econômica de trabalhar e é ideal principalmente para quem está começando nesse meio.

Para quem ainda tem curiosidades à respeito das características e deseja saber mais sobre esse instrumento de tecelagem, basta acompanhar este artigo até o final.

O que é tear? 

Para se fazer tecidos manufaturados e a tecelagem desses tecidos, é um importante ter um equipamento, equipamento chamado tear.

Ele é composto por pinos ou pregos, assim é possível passar os fios em volta para se fazer a tecelagem, formando o tecido desejado.

tipos de tear
Foto: @kaliko_co

Um tear pode ter o objetivo de produção para indústrias ou os artesanais que são os teares manuais.

Para que serve o tear?

O objetivo é a tecelagem dos fios, formando um tecido. Formam lindas peças como por exemplo, cachecóis, suéteres, gorros, meias, roupinhas de bebê, entre outras peças que são feitas com fios de linha.

Para que serve o tear
Foto: @hanging_on_the_wall

Tipos de tear 

Conheça os tipos e saiba mais sobre cada um deles:

Tear de madeira e pinos

O modelo de madeira pode inclusive ser feito em casa e pode-se atribuir a ele o formato que desejar. Na madeira, é importante colocar pinos em sequência para passar os fios por eles e formar a peça em linho. 

Tear de madeira e pinos
Foto: Tear Brasil.

Tear de pregos

O modelo de pregos é o mais usado em trabalhos manufaturados. Na própria madeira é possível coloca-los em sequência e fazer artesanalmente o próprio equipamento. 

madeira e pregos
Foto: Tear Brasil.

Tear de pente liço

Este tipo tem uma aparência maior. É feito com madeira e possui tamanhos variados. Apresenta dois rolos, rolo de tecido e rolo urdidor. No primeiro é onde os fios serão enrolados, no segundo rolo, saem os fios da urdidura. O pente pode se movimentar para cima e para baixo alternando os movimentos. 

Tear de pente liço
Foto: Bazar Horizonte

Tear de papelão

O modelo de papelão é também chamado de tear improvisado. Ele não é um equipamento que irá durar muito tempo, mas é uma ótima opção para improvisar, pois funciona perfeitamente. É importante ter uma base firme. A agulha deve ser passada intercalando pela urdidura. 

papelão
Foto: Magazyn Ceneo

Formato do tear 

Os formatos variam entre retangular, arredondado (circular) e quadrado. O equipamento manual é feito geralmente de madeira ou plástico e possui pinos ou pregos de pé para passar os fios de linha.

O equipamento permite que seja possível produzir peças desde as mais simples até peças sofisticadas como toalha de mesa, cachecóis e suéteres.

Saiba mais sobre cada formato de tear:

  • Tear circular: Esse tipo é ideal para a produção de gorros, mangas, golas devido ao seu formato arredondado. As peças ganham o formato arredondado, pois as linhas passam várias vezes por cima dos pinos.
  • Tear retangular: O retangular é bem fácil de se utilizar. Possui duas fileiras paralelas, com uma regulagem entre as fileiras e possui pregos ou pinos para a tecelagem. Ele é mais adequado para a tecelagem de cachecóis e tapetes, mas claro, é utilizado para várias peças. 
  • Tear quadrado: O quadrado tem uma gama de opções mais ampla. Para os tapetes, toalhas de mesa que possui um formato quadrado, por exemplo, esse tipo é o ideal. 

Como funciona o tear?

Feito como se fosse uma mesa ou ainda como uma moldura em pé, o tear possui diferentes tamanhos e formatos como já foi dito. Existe uma complexidade na estrutura devido ao formato em que os pregos e pinos ficam, mas é através desta complexidade que os enlaces são feitos, formando a linda peça desejada.

Os fios se cruzam na urdidura e são transportados pela navete. Como resultado desse incrível trabalho, surgem peças como tapetes, roupas, toalhas de mesa, entre outras coisas.

Veja as dicas da Alana Santos de tear para iniciantes:

Tipos de trabalhos feitos com tear 

O uso do tear para a produção de itens de linho, é uma arte. Cada peça é detalhada e feita com muita dedicação. A tecelagem é uma arte milenar que acompanha os artesãos ao longo dos tempos.

tapetes
Foto: @tramas_tapetes

Capazes de produzir trabalhos que são de fato verdadeiras obras de arte, os equipamentos de tear podem ser mais modernos ou ainda com modelos mais antigos que ainda são muito utilizados nos dias de hoje.

Para vestimenta, são fabricados toucas, cachecóis, suéteres, meias, etc. 

cachecol
Foto: Universo em Tramas

Outra peça que é sucesso garantido são as redes de descanso. Uma peça que além de bem trabalhada é uma bela fonte para relaxar.

Máquinas de tear 

Além do manual, existe também o tear mecânico ou a máquina de tear que é mais utilizada para indústrias. Para alimentar seu movimento há o veio de acionamento.

É uma maneira mais rápida de fabricar as peças. Essa máquina foi uma das responsáveis pela Revolução Industrial que trouxe para a era moderna essa maneira de facilitar as confecções e tornar a produção mais ágil para grandes escalas.

O tear mecânico possui uma bobina para o funcionamento, onde os carretéis são enrolados e enlaçados para formar as peças. Assim como o manual, possui a urdidura para manter os fios longitudinais.

Os fios são movidos para cima e para baixo verticalmente em dois feixes, separando um do outro em espaço que é chamado de derramado.

Para a movimentação das máquinas, o que antes era movimentado por água, hoje em dia é movido por ar que se tornou assim, após passar pelo processo de energia a vapor.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *