Tinta para pintar madeira: qual usar para obter um acabamento ideal

tintas para pintar madeira

Escolher uma tinta para pintar madeira pode parecer fácil a princípio, mas exige muita cautela para a obtenção dos melhores resultados.

Além de preparar a madeira para a aplicação da tinta, a qualidade da tinta também interfere no acabamento.

Por isso é importante conhecer os tipos de tintas e as técnicas que podem te ajudar a pintar MDF ou outro tipo de madeira.

As especificidades não estão só atreladas ao caráter de cada tipo de tinta, mas podem estar relacionadas as necessidades de cada pessoa.

tinta para pintar madeira mdf
Foto: Revista Brico

Afinal, móveis de madeira ou qualquer outra estrutura de madeira, pode ser mais escura ou mais clara, pode ficar em lugares úmidos ou secos, na área interna ou externa.

Sendo assim, tudo isso precisa ser levado em consideração para obter um acabamento ideal, partindo da ideia da melhor tinta de acordo com o seu propósito.

Tipos de tinta para madeira para cada tipo de pintura 

Há muitas tintas que podem ser aplicadas em madeira. Elas são compostas de substâncias químicas diversas que vão dar efeitos específicos, além de terem durabilidade e qualidades diferentes.

tinta para pintar madeira spray
Foto: Tiki Painting

Os tipos mais comuns de tinta para pintar madeira, são: tinta acrílica, tinta látex, tinta esmalte sintética, tinta epóxi, tinta laca e tinta spray.

É importante saber as vantagens e desvantagens de cada uma, quando for pintar um móvel, uma porta, uma parede, entre outras estruturas que possam ser feitas de madeira.

Tinta Acrílica

A tinta acrílica é uma tinta bastante usada para pintar paredes com reboco, gesso e superfícies de massa corrida.

Entretanto, ela adere muito bem à madeira, tendo boa durabilidade e impermeabilidade, sendo ótima para fazer reparos em ambientes/móveis internos e externos.

tinta para pintar madeira a base de agua
Foto: lovePROPERTY

Sendo bem resistente à água, pode-se utilizá-la em lugares úmidos de modo geral, como cozinhas e banheiros, e em lugares sujeitos à maior ação da chuva, como as fachadas.

Ela oferece basicamente dois efeitos principais, o fosco e o semi-brilhoso, sendo que o acetinado e o brilhoso serão os efeitos mais laváveis da tinta acrílica.

A vantagem de ser lavável, auxilia a limpeza da peça com um pano úmido sobre a superfície que foi pintada.

Tinta Látex 

Não muito diferente da tinta acrílica, a tinta látex é usada bastante para pintura de paredes, superfícies rebocadas, de gesso ou com massa corrida, mas também adere à madeira.

Como pintar um móvel de madeira
Foto: Custom Wood Carving

A diferença é que ela é mais recomendada para ambientes internos, por ter menor resistência à água, ainda que seque rapidamente, pois tem um ótimo tempo de cura.

A sua menor resistência à água ocorre porque ela é, justamente, uma tinta à base de água. Desse modo, a pintura sai gradativamente da superfície devido à umidade e à incidência de chuvas sobre a tinta.

Desta forma, ela é indicada para objetos artesanais feitos em MDF, entre outros projetos artesanais em madeira feitos em casa.

Tinta Esmalte (à base de solvente e à base de água) 

A tinta esmalte sintética é a mais usada para pinturas em superfícies de madeira, e possui dois tipos que são escolhidos de acordo com as preferências de cada pintor(a).

tinta para pintar madeira envernizada
Foto: Triangle Home Coach

As tintas que forem à base de solvente terão um cheiro mais forte e não poderão ser diluídas em água, afinal, a diluição é de acordo com a composição química da tinta.

No entanto, as tintas à base de solvente são mais duráveis e resistentes ao Sol e às chuvas, sendo indicada para ambientes e móveis externos, tanto quanto aos internos.

Já as tintas à base de água rendem mais com a diluição, dão ótimos acabamentos, não têm cheiro forte, mas o ideal é que sejam usadas apenas em ambientes e móveis internos.

Então, de modo geral, as tintas esmaltes podem ser usadas na área externa ou interna, e oferecem acabamentos diversos, como o fosco, brilhante, acetinado e transparente.

Tinta Epóxi 

A tinta epóxi é uma opção com um acabamento muito bom, de alta qualidade, através de uma cobertura rápida em poucas demãos.

Ela é mais usada para pintar pisos, chapas de aço ou de ferro, madeiras e afins.

O que se passa na Madeira antes de pintar
Foto: DIY Network

Se tornou, assim, a queridinha dos trabalhos DIY, ou seja, no estilo faça você mesmo, por ter ainda uma fácil aplicação.

Então, apesar de fazer diluição com 10% de água, a tinta epóxi é a base de um material do mesmo nome, sendo considerada uma tinta industrial. Para quem quer fazer reformas em casa é uma ótima opção.

Apesar de ser vendida, na maioria das vezes, com o acabamento acetinado, pode-se encontrá-la em tons foscos e brilhantes.

Tinta Laca 

A tinta laca também é uma tinta considerada de caráter industrial, mas sua aplicação é mais difícil, assim, não é recomendada para iniciantes.

tinta laca
Foto: Pouso Alegre

Ela é usada em móveis que ficam na área interna, porque também deve-se evitar intempéries na pintura de tinta laca feita em superfícies de madeira.

Seu acabamento é bastante sofisticado, senão o mais sofisticado das tintas apresentadas aqui, porém é feita, geralmente, por profissionais ou empresas especializadas.

É necessário mais cuidado na hora de aplicação dessa tinta, pois a aplicação é feita com pistolas e/ou compressores específicos.

Pode ser fosca ou brilhante e nas duas opções possui um tempo de secagem rápido e de fácil fixação.

Tinta Spray

O spray une a praticidade do pincel e do rolo em um só elemento, pois ele pinta os cantos e o restante da peça sem deixar marcas.

Sabe-se que o rolo é para as superfícies grandes e o pincel é para os cantos, de modo que o spray faz tudo isso apenas com uma proteção ao redor da peça para não sujar o ambiente.

tinta para artesanato em madeira
Foto: BootMoodFoot

O cuidado que se deve ter é na hora da aplicação, pois é possível que uma parte fique mais encharcada com tinta do que a outra, já que tudo depende do movimento das mãos.

O spray é mais rápido, mas precisa de técnica e experiência para um resultado satisfatório.

Sabe-se que várias tintas são encontradas em spray, mas busque aquela que seja adequada para as superfícies de madeira e comece a experimentar.

Dicas importantes

Se for iniciante, treine com peças menores, se for experiente, customize as peças em madeira ou em MDF que preferir.

tinta spray
Foto: Colorificio Bordin

Lembre-se que o spray é usado para peças/móveis menores do que uma parede ou estruturas grandes de madeira, pois terão um custo e um esforço maior com a tinta spray. Dessa forma, não se torna uma alternativa muito vantajosa.

Se for iniciante treine com peças ainda menores e, se for experiente, customize as peças em madeira ou em MDF que preferir, aproveitando todas as vantagens dessa opção de tinta.

Como preparar a madeira para receber a pintura?

O primeiro passo, para preparar a madeira na hora da pintura, é reconhecer o estado dela e diminuir ou anular os danos e desajustes.

como preparar a madeira
Foto: Tricia home

Por exemplo, se a madeira estiver descascada ou com buracos, é preciso colocar massa de madeira na cor da estrutura e lixar bem.

Se ela já for pintada, o ideal é retirar a tinta com a lixa ou um removedor químico.

Dicas para lixar a madeira

Ao lixar, use primeiro uma lixa de número maior do que 300, depois use outra com um nº entre 150 e 300, finalizando com uma lixa d’água para dar o acabamento.

Depois de lixar, é importante também passar um pano úmido para retirar a poeira, pois poeira e sujeira em geral podem deixar a pintura com um aspecto indesejável.

Limpeza

Então, cuidado com os ciscos, ou sujeiras que podem ser consideradas, inicialmente, como algo que não causa danos e nem problemas futuros na pintura.

Não se esqueça de que o melhor resultado e acabamento também são frutos de uma preparação eficiente. Outro cuidado bem importante, e que serve para uma melhor cobertura de tinta, é a observação da cor.

O que passar antes da tinta

Antes de pintar, é interessante aplicar uma tinta branca ou um primer adequado, para uniformizar a cor e deixá-la mais clara do que a cor que será aplicada posteriormente.

Assim, a cor escolhida vai sobressair e terá uma cobertura mais uniforme. Portanto, se a cor nova for mais clara do que a madeira, a tinta branca é essencial para obter o resultado desejado.

Qual a melhor tinta para pintar MDF? 

Conhecendo diversas variedades que são usadas para pintar a madeira, a mais recomendada para os compensados é a tinta látex. Ela é muito usada para artesanato, incluindo objetos em MDF.

Qual a melhor tinta
Foto: Nextdoor

As melhores vantagens são: aplicação fácil, com secagem rápida e melhor cobertura em poucas demãos. Além disso, não possui um cheiro muito forte, pode ser diluída em água, tem um bom rendimento e já é uma das preferidas nas confecções feitas artesanalmente.

Isto, não exclui o fato da possibilidade, muito boa também, do uso da tinta spray, por conta da sua praticidade, oferecendo maior agilidade na aplicação.

Qual tinta usar em madeira envernizada? 

Nessa questão, da pintura sobre o verniz, é importante lembrar sobre a relação entre as cores.

Uma madeira escura, mesmo com um verniz transparente, precisa ter uma aplicação de uma cor mais clara de base, caso a cor nova seja mais clara em relação à cor da madeira.

Dica 1

Sendo assim, um primer ou uma tinta branca aplicada antes da pintura com a cor escolhida vai facilitar o processo.

Dica 2

Sobre a tinta a ser usada, vai depender muito da especificidade do móvel/estrutura em madeira, por exemplo, se é uma estrutura que fica em áreas externas ou internas.

A tinta esmalte à base de solvente pode ser utilizada nas duas áreas, então, é a mais ideal para não errar.

Talvez, uma tinta à base de água também sirva para o seu propósito, pois os fabricantes têm investido bastante na durabilidade dessas tintas.

Dica 3

Então, leia atentamente o rótulo das tintas que for usar, para entender como aplicar e as recomendações sugeridas.

Dica 4

Vale lembrar que o ideal é retirar todo o verniz da peça, seja com a lixa ou com um removedor, para ter um resultado mais sofisticado.

Contudo, é possível, sim, pintar sobre o verniz com esse tipo de tinta (esmalte), entre outros tipos, como a tinta acrílica.

Como pintar de branco móveis de madeira?

Se o branco for a cor final do móvel de madeira, é necessário lixar bem a peça, usando a uma lixa grosa e outra intermediária, até dar o acabamento com uma lixa d’água.

móveis de madeira brancos
Foto: The Smits Team

Tire todo o pó com um pano úmido e, após a secagem da superfície, aplique um fundo sintético nivelador. Para o resultado fica ainda melhor, aplique um selante, antes da tinta escolhida.

A sua cor branca vai ficar mais uniforme, com a cor em destaque, ainda que seja necessário passar mais de duas demãos de tinta.

Para diminuir a quantidade de demãos, além dessa preparação, é preciso que a tinta em si tenha uma excelente cobertura. É o caso da tinta látex, que pode ter um resultado satisfatório apenas com duas demãos.

Confira as possibilidades também a partir do rótulo de cada tinta, pois ele pode possuir informações com diferentes especificidades que nem sempre são conhecidas.

Dessa maneira, determinar a tinta para pintar madeira de branco precisa de atenção e consciência dos riscos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *