Artesanato: conheça os 24 mais usados e escolha o seu preferido

Prepara-se para conhecer as técnicas e materiais mais usados nas produções de artesanato!

Lembre-se que o artesanato é um universo com infinitas possibilidades e que abarca todos, ou pelo menos quase todos os gostos e estilo.

Aqui você vai poder conhecer para experimentar um pouco de tudo e, por isso, esse artigo introduz conceitos e conteúdos relevantes para o desenvolvimento de qualquer artesão, principalmente os iniciantes.

Preste atenção para não pular nenhuma técnica, afinal, são todas tão incríveis que, quando você acabar a leitura, é bem provável que fique difícil definir por onde começar.

Artesanato: quais os mais mais usados no Brasil?

Selecionamos alguns dos principais artesanatos usados aqui no Brasil. Nossa lista foi elaborada em ordem alfabética para facilitar a organização. Confira:

Leia mais sobre o que é artesanato.

1 – Amigurumi

O Amigurumi tem sua origem no Japão e cada vez mais tem conquistado os brasileiros. São bonecos feitos de tricô/crochê que são como bichinhos de pelúcia.

amigurumi
(Foto: @deniz.designn)

Para quem está ligado nesse universo DIY (Do it yourself ou faça você mesmo), já se deparou com alguma receita para fazer o Amigurumi e percebeu que existem linhas de algodão apropriadas para isso, a linha é chamada de Fio Amigurumi.

O conceito desse artesanato é de fácil compreensão e a resposta está no próprio nome. Amigurumi é a junção das palavras “ami” e “nuigurumi” que significam: malha (tricô) e bicho de pelúcia, respectivamente.

artesanato em amigurumi
(Foto: @melekknited)
letras de amigurumi
(Foto: @pilitun)
boneca de cabelos cacheados
(Foto: @_esramigurumi_)
naninha de amigururmi
(Foto: @deniz.designn)

2- Bordado

O bordado é um fazimento de uma figura ou ornamentações em um tecido, feito com linha de costura. Pode ser um trabalho feito à mão ou com auxílio de uma máquina.

Além disso, existem diversos tipos de pontos de bordado, como o ponto cruz, ponto de cadeia, ponto de entremeio, mas todos ou alguns deles só podem ser feitos em dois tipos de bordados: o bordado livre e o bordado sobre fios contáveis.

bordado com pedrarias
(Foto: @mrs._blacksheep)

O bordado livre te dará mais liberdade para criar os pontos, porém o tecido usado para esse tipo não possui uma trama com fios contáveis, ou seja, não dá para ser exato no tamanho e nem na distância entre um ponto e outro. Por isso, é comum riscar o que se pretende bordar no tecido.

bastidor com bordado
(Foto: @sina_crafts)

O bordado com fios contáveis já é feito através da trama de tecido que possui os fios aparentes e contáveis, ou seja, dá para medir a distância exata entre um ponto e outro. Cada ponto é trabalhado com exatidão em um número exato de fios.

porta moeda bordada
(Foto: @tatiana_milana_)
bordado em tela
(Foto: @entrecor.bordado)
bordado com linhas
(Foto: @blrose1979)
toalha bordada
(Foto: @elisiyagmurum)

03- Bijuterias Artesanais

 No mundo DIY, você faz a sua própria bijuteria, então a bijuteria artesanal é basicamente criar seus acessórios da maneira que você quiser.

colar de capim dourado
(Foto: @tinzel_abijoustore)

Você pode usar cordões, cristais, pérolas, correntes, borrachas, entre outros elementos que podem ser comprados prontos para você compor a sua bijuteria ou fazer tudo a partir do que você já tem.

Algumas bijuterias, como um pingente de Origonite, você mesmo pode fazer! O Origonite pode ser feito com fios de cobre, resina e pedacinhos de cristais. Depois de fazer é só furar para passar o cordão.

bijuteria artesanal
(Foto: @the_bristol_loom)
bijuteria com miçanga
(Foto: @shf__jewelryandmore)
bijuterias artesanais
(Foto: @canelaymieljewelry)
colar rustico artesanal
(Foto: @cristinabenefico.jewels)

04- Cartonagem

Com a técnica de cartonagem você usa o papelão cinza ou um cartão cinza para fazer diversos artesanatos, juntamente com cola branca e tecido de algodão.

caixa com flores
(Foto: @lentakruzevo)

Existe o kit de cartonagem que auxilia bastante para começar a fazer essa técnica e também a escolha certa para um primeiro produto pode ajudar. As famosas maletas de cartonagem são lindas, mas é um processo mais elaborado.

Aposte nas peças simples caso esteja começando agora, como a confecção de caixas em diversos tamanhos e em diversas estampas!

caixa redodnda
(Foto: @lentakruzevo)
maleta de cartonagem
(Foto: @liudmilasemenova9319)
cartonagem em caixas
(Foto: @ganieva.lena)

05- Crochê

O crochê é uma técnica para tecer (costurar) com uma agulha específica para isso e um fio de lã, geralmente.

tapete de croche
(Foto: @hasbeencraft)

Os pontos de crochê variam muito e você pode fazer peças vazadas (com espaços maiores por entre o fio) ou mais fechadinhas, conforme você vai apertando e aproximando os pontos.

Essa é a técnica do gancho, onde você cria laçadas de fio com a agulha e com a mesma agulha vai trazendo o fio por dentro das laçadas. Os pontos básicos são: as conhecidas correntinhas, o ponto alto, o ponto baixo e o ponto baixíssimo.

cachecol de croche
(Foto: @mydancinghook)
enfeite enfeite de crochede croche
(Foto: @crochet_colours_by_tara)
flor de croche
(Foto: @iuliia.craft)
almofada de croche
(Foto: @arrurru.tejidos)

06- Corte e Costura

Corte e costura é o universo do(a) costureiro(a), aquele que se especializa em formas convencionais e inovadoras para costurar duas ou mais partes de um ou mais tecidos, criando diversas peças.

corte e costura
(Foto: @zu_kurmanowa)

O corte é necessário porque toda peça tem medidas a serem seguidas, então a não ser que você faça uma amarração com o tecido, você vai precisar cortá-lo.

A costura é a ligação que une as partes do tecido que estão separadas, pode ser feita à mão ou na máquina.

No desenvolvimento dessa técnica você aprende sobre processos e desenhos de modelagem e o corte apropriado para cada uma, e também sobre costura, incluindo os detalhes, como um bordado, e o acabamento.

roupa com corte e costura
(Foto: @ariannadior)
costura
(Foto: @bombanaalessandra)

07- Decoupage

A decoupage é a técnica usada para cobrir madeiras, vidros, papelão, etc. através de recortes ou pedaços de jornais, revistas, fotografias, tecidos, guardanapos, enfim… materiais que podem ser colados em uma determinada superfície.

relogio com decoupage
(Foto: @slavalasota)

Por exemplo, é possível revestir um banco de madeira com papeis (fotos ou imagens de outro tipo) como decoração, mas você pode também cobrir uma caixa de papelão com diversos recortes de papeis (jornais ou revistas) para depois pintar por cima.

O revestimento de papel no papelão vai dar mais rigidez e garante uma pintura melhor na superfície. No mais, use a quantidade de cola suficiente para colar bem os materiais nesse processo de decoupage e decore potes de vidros, pratos, caixas, etc.

bandeja decoupage
(Foto: @slavalasota)
lata decorada com decoupage
(Foto: @de_en.de)
porta chaves decoupage
(Foto: @kadercehobi)

08- Encadernação

O processo de encadernação é muito diverso, o passo simples é fazer a junção de folhas de papel sulfite, dobrar ao meio e costurar o miolo em uma capa igualmente feita de papel, embora possa ser mais grosso.

encadernação simples
(Foto: @silvereelstudio)

Sim! É possível costurar papel fazendo pequenos furos nele com ajuda de um pequeno furador ou com uma faca mesmo. A depender do estilo, do modelo e da boa prática, a encadernação pode parecer que foi feita “de fábrica”!

Quanto maior for o miolo, você vai precisar elaborar melhor sua costura entre as folhas, as agulhas e linhas usadas são bem finas, mas também você pode optar por grampear com grampeadores de qualidade.

Depois ao confeccionar uma capa (frente e trás) terá que unir ela junto ao miolo de folhas. Isto pode ser feito através de colagem, colando a primeira e última página na parte da frente e na de trás da capa. Porém, faça isso depois que as partes estiverem prontas.

No acabamento, talvez seja necessário refilar o miolo ou aproveitar o desnivelamento das bordas das folhas de papel para criar uma peça mais livre, com estilo próprio. Use a criatividade!

encadernação de basica
(Foto: @daggi_klages)
encadernação em caderno espiral
(Foto: @lovebijou.co)
encadernação para album
(Foto: @peppi.anniina)
encadernação
(Foto: @mio_handmade33)

09- Feltro

O feltro é um tecido formado por lã ou outros pelos de animais, ele é bastante usado no artesanato para a confecção de itens que convém terem enchimento, com fibras de silicone ou espuma, mas isso não é uma necessidade.

flores de feltro
(Foto: @seeledcreations)

Com esse material você pode fazer elementos somente cortando, fazendo formas diversas e colando as partes, existem diversas cores e muita gente faz flores, por exemplo, mesclando essas possibilidades.

artesanato em feltro
(Foto: @blublu_atelie)
decoração com feltro
(Foto: @beautifully.boho)
guirlanda de feltro
(Foto: @karolkaroles)
prendedor de cortina em feltro
(Foto: @ersandy11)

10- Fuxico

É a técnica perfeita para quem quer ter praticidade, beleza e economia em uma peça artesanal. Basicamente o fuxico usa pequenos retalhos de tecidos e franze eles prendendo depois com linha.

O tecido é unido de maneira a compor uma trouxinha que constitui a forma de uma flor. As trouxinhas são unidas com costura e podem ser usadas em bordados, no crochê e sob diversas aplicações.

jogo americano de fuxico
(Foto: @coisas.desandra)

Muitas peças podem ser feitas com o fuxico: mantas, pano de prato, centro de mesa e diferentes itens decorativos… Em resumo, você precisará de um molde redondo, saber fazer o traço (forma) no tecido, cortar, fazer o alinhave e o acabamento.

O Oxford é considerado o tecido mais indicado para fazer fuxico, ele também é usado em almofadas e cortinas

arco de fuxico
(Foto: @anatuyama)
porta guardanapo de fuxico
(Foto: @luardosertaoloja)
quadro de fuxico
(Foto: @woodedgecrafts)
tampa bolo fuxico
(Foto: @casadomenornovacanaa)

11- Macramê

Esta é uma técnica que consiste em trabalhar os fios e nós. Tecendo literalmente com as próprias mãos, você vai precisar de uma linha (fio) e de algo que você possa usar como um suporte para tecer, pode ser um lápis ou uma cavilha de madeira.

macrame
(Foto: @boho_montreal)

Poderá usar linhas próprias para macramê, mas também barbantes, fitas ou até as linhas de crochê. A escolha de outros materiais vai depender da peça que você deseja produzir e também do acabamento que pretende fazer.

Com o macramê você forma uma infinidade de formas decorativas, como franjas e desenhos geométricos.

macrame para artesanato
(Foto: @earthandaura_co)

Os pontos básicos do macramê são: o nó duplo (feito com três fios, nos quais um fica esticado e dois enlaçam) e o ponto festonê (feito com dois fios, no qual um fica esticado e o outro enlaça).

decoração com macrame
(Foto: @boho_montreal)
item decorativo em macrame
(Foto: @craftmacrame2020)
macrame para plantas
(Foto: @boho_montreal)

12- Madeira

A madeira é um material bastante usado no artesanato devido sua versatilidade, durabilidade e resistência.

quadro de madeira talhada
(Foto: @little_crafthut)

Para o artesanato qualquer tipo de madeira tá valendo, mas um tipo bem legal de trabalhar é o MDF, que embora seja um compensado, é leve, barato e fácil de manusear.

Com esse tipo de material você trabalha técnicas de pintura, de carpintaria e marcenaria para criar diversas peças!

enfeite de madeira
(Foto: @oceanfrontrustic)
lapis de madeira rustica
(Foto: @spacewoodcreative)
porta vinho de madeira
(Foto: @easyonthepallet)
tabua de madeira
(Foto: @seedtoskywoodco)

13- Marcenaria

Quem trabalha na marcenaria é o(a) marceneiro(a) e esta é como se fosse uma oficina para itens feitos de madeira.

marcenaria
(Foto: @schlichtefichte)

A diferença entre marcenaria e carpintaria é que na marcenaria se trabalha com reparação, conservação, restauração e transformação de móveis/peças de madeira.

Já a carpintaria é o estágio inicial, trabalha com a madeira em seu estado natural, ou seja, madeira maciça!

banco de marcenaria
(Foto: @copper.and.teal)
mesa de marcenaria
(Foto: @customdesigns2.0)
mesa feita com marcenaria
(Foto: @tabols_official)

14- Mosaicos

Mosaico é uma composição decorativa criada através de pequenas figuras que na verdade são fragmentos de diversos materiais, como pedras, papeis e vidros.

lanterna com mosaico
(Foto: @mad.little.artist)

Dessa forma, ele se elabora a partir de parâmetros geométricos ou abstratos e é aplicado em superfícies planas, como paredes, quadros e pisos.

Todavia, ele pode ser usado em esculturas e, por isso, é uma técnica bem diversificada, na qual se pode fazer figuras e formas livres e criativas!

mosaico
(Foto: @cosmicleafcompany)
tampo de mesa com mosaico
(Foto: @mariaq.mosaicos)
vaso de mosaico
(Foto: @arte.bacana)

15- Patchwork

Com o patchwork é hora de aproveitar os retalhos! Usando os retalhos você compõe um trabalho criativo que pode ainda servir para o desenvolvimento de outras habilidades artesanais.

pachtwork
(Foto: @katerinabocharova_quilt)

Existem tecidos feitos especificamente para o uso numa peça de patchwork, uma técnica que consiste basicamente em unir pedaços de tecido criando diversos formatos e composições.

almofada com pachtwork
(Foto: @fabric__creation)
colcha de pacht
(Foto: @sewsweetviolet)
coração de pachtwork
(Foto: @universopatchwork)

16- Ponto Cruz

O ponto cruz como o próprio nome já diz, é um ponto com formato de “X”, muito usado em bordados.

ponto cruz
(Foto: @theeasystitch)

Contudo, ele só pode ser usado em bordado com fios contáveis, pois o tamanho dele deve ser exato em toda extensão… mantendo a sua uniformidade.

blusa com ponto cruz
(Foto: @yana_baranchik)
colar com ponto cruz
(Foto: @etaminstore)
flores em ponto cruz
(Foto: @antiqueneedleworkdesigns)
toalha bordada com ponto cruz
(Foto: @etaminstore)

17- Renda

Renda é uma técnica de artesanato que promove a construção de diversos desenhos por meio de fios, sejam eles de algodão, de seda, de linho, de ouro ou de prata.

decoração com renda
(Foto: @lace_and_encased)

Os fios são trancados por bilros ou são usados para formar nós. O fio vai sendo conduzido na agulha formando o desenho, e essa ornamentação desejada está pautada em um fundo que sustenta e estrutura o tecido.

Dessa forma, existem vários tipos de rendas que mesclam diferentes pontos e desenhos, sendo feitas em diferentes suportes.

artesanato com renda
(Foto: @creativehappinessbymonique)
caderno decorado com renda
(Foto: @anissahome)
renda
(Foto: @fibre_and_stitch)

18- Reciclado 

Esse tipo de artesanato está se tornando cada vez mais essencial, pois a necessidade de reutilização de materiais cresce a cada dia devido à busca pela conservação das matérias-primas naturais.

Leia sobre artesanatos rápidos e fácil com reciclagem.

artesanato com rolhas
(Foto: @natalja_0809)

 

latas coloridas
Foto: @orgu_ve_hobilerim
vasos personalizados reciclados
Foto: @orgu_ve_hobilerim

Por isso, uma forma de reciclagem é a reutilização de materiais que provavelmente você vai jogar fora. Mas, você também colabora com o meio ambiente quando consome materiais que são reciclados para fazer sua peça artesanal.

Para o universo do artesanato, você pode transformar qualquer material através da sua criatividade, portanto, em todos os itens a serem reutilizados é possível imprimir sua identidade ou torná-lo ainda mais atrativo.

artesanato com vidro
(Foto: @theprettyplace_)
artesanato com rolo de papel
(Foto: @topomyslove)
artesanato com moedas
(Foto: @creativelybeth)
artesanato com pet
(Foto: @tadasrevolution)

19- Saboaria artesanal

A saboaria artesanal é uma tendência que cresce muito no mercado. Esses sabonetes artesanais acabam sendo mais adequados a qualquer tipo de pele, pois são feitos com produtos naturais.

A base vegetal dispõe de mais glicerina que ajuda na hidratação e limpeza da pele, outros produtos como óleos essenciais podem ser incluídos e dão uma especificidade maior para cada sabonete artesanal.

saboaria artesanal
(Foto: @soapdevotion)

Diferente dos sabonetes industriais, o artesanal acaba durando menos pois ele não possui conservantes químicos e outros elementos artificiais que colaboram para sua conservação, durabilidade e baixo custo.

Por isso, a saboaria artesanal produz sabonetes com um preço elevado em comparação aos sabonetes industriais, porém são mais saudáveis para pele.

sabonetes artesanais
(Foto: @ttanyshkka)
sweet.nola
(Foto: @sweet.nola)

20- Scrapbook

O scrapbook é compor/decorar um livro que pode representar diferentes temas, com base na sua criatividade e intenção.

Scrapbook album
(Foto: @worldofmuchness)

Ao usar a técnica de artesanato você vai trabalhar com recortes e colagem de papeis, elaborando uma composição de memórias ou registros quaisquer.

A ideia é personalizar álbuns, agendas, convites, capas de cadernos e outros livretos!

album scrap para artesanato
(Foto: @ateliecristinamachado)
scrap
(Foto: @worldofmuchness)
scrapbokking
(Foto: @_handmadescrap_)
Scrapbook
(Foto: @alaznevales)

21- Tricô

Para fazer o tricô você vai precisar de duas agulhas, no mínimo. Contudo, você pode tecer também apenas com os dedos, não é muito comum, mas é possível.

artesanato em trico
(Foto: @petiteknit)

O tricô vai formar tranças com os fios (que é o mesmo fio usado para o crochê). A diferença do tricô para o crochê é principalmente as agulhas, no qual o tricô usa pelo menos duas, sendo que uma não tem gancho.

Por isso, a forma de trabalhar também será diferente, em alguns casos você poderá usar mais do que duas agulhas e formará texturas únicas com essa técnica.

touca de trico
(Foto: @street.hats.repeat)
tricô
(Foto: @jojilocat)

22- Tricotin

O tricotin ou i-cord ou rabo de gato, é uma técnica de artesanato que lembra a calda de um felino. Isto porque consiste em formar estruturas onduladas, como as formas caligráficas, a partir de um cordão ou fios.

artesanato com tricotin
(Foto: @perrine_maes)

A forma se torna um pouco rígida porque é preciso que os fios criem uma estrutura cilíndrica ou que o cordão seja sustentado por um arame (que passa por dentro dele) para ser facilmente moldado ao desenho/formato desejado.

coração de tricotin
(Foto: @crochetcocheta)
decoração com tricotin
(Foto: @cris_attelie)
nome em tricotin
(Foto: @ameliedeschaintre)

23- Velas artesanais

Velas são excelentes peças de artesanato decorativas e podem ainda ser aromatizadas! Dentre outros materiais, os principais são: a parafina, o molde e o pavio.

vela artesanal
(Foto: @little_gem6)

Lembre-se que vai ser necessário levar a parafina para o fogo e você precisa ter um molde para que ela esfrie e endureça no formato certo.

Existe muitas formas para fazer velas artesanais, mas um modelo mais simplório já ilumina o seu ambiente, não é?!

Agora que você já sabe quais são os artesanatos mais usados, comece fazendo os tipos que você mais se identificou!

vela artesanal aromatica
(Foto: @monamour_originals)
velas artesanais
(Foto: @marvshopstore)
vela no pote
(Foto: @eco_barn)

24- Biscuit

O Biscuit tem sua origem na França e recebe o nome também de porcelana fria. É uma massa de modelar que acaba fazendo vários objetos, geralmente bonecos.

caneca com biscuit
(Foto: @memo_handmade_offical)

A massa de modelar é feita com amido de milho, conservantes (limão ou vinagre), vaselina e cola branca, caso seja feita de maneira caseira. Mas, tem como comprar a massa pronta em lojas.

O uso do Biscuit em artesanato é bastante amplo, para um casamento, por exemplo, pode ser usado para fazer os bonequinhos que representam os noivos, mas também o próprio bolo pode ser feito de Biscuit, formando o conhecido “bolo falso”.

biscuit
(Foto: @memo_handmade_offical)
tampa com biscuit
(Foto: @memo_handmade_offical)

Leia um pouco mais sobre artesanato fácil e lucrativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *