Etiquetas para artesanato: melhores tipos e modelos para cada trabalho

etiquetas para artesanato

As etiquetas para artesanato servem como uma forma de identificação de algumas peças, seja para divulgar uma marca, ou para deixar a peça mais personalizada de acordo com os objetivos de cada produto.

É possível usar etiquetas ou tags em presentes, lembrancinhas ou para vender produtos em um ramo específico.

Sendo assim, confira e aprenda a fazer alguns tipos de etiquetas em diferentes materiais para deixar qualquer tipo de artesanato mais atraente e valorizado.

O importante é poder criar uma unidade visual para os seus produtos, de maneira geral, com o intuito de divulgar o seu trabalho.

como fazer etiquetas para artesanato
Foto: @birkiiznaturalnoi

Então, veja as possibilidades, dicas e os acabamentos mais adequados para o perfil do seu público-alvo. Com elas você terá um diferencial na hora de vender um artesanato.

Tipos de etiquetas mais usadas 

A seguir, conheça alguns modelos e materiais mais usados para criação de etiquetas que podem decorar e identificar os seus artesanatos.

Etiquetas de cetim           

Prepare-se para arrasar com essas etiquetas, porque o cetim possui um aspecto de alto brilho e maciez, provocando também uma ótima nitidez nas figuras que serão impressas.

Tipos de etiquetas
Foto: @sissyscreations

A etiqueta de cetim 100% poliéster é um item indicado para impressão no ramo têxtil, podendo ser costurado na embalagem.

Além disso, pode ser selado e costurado a laser para não desfiar, embora no artesanato seja possível aquecer cuidadosamente as bordas com um isqueiro/vela para selar os fios.

Etiquetas de cetim       
Foto: Ateliê Petit Gateau

A impressão de qualquer palavra ou desenho feita em tecido, ao ser feita pelo método de sublimação permanente, é bastante durável. Dessa maneira, a tinta não desbota e nem sai na lavagem.

Vale à pena destacar uma marca nesse material, colocando informações importantes como local de origem, composição, modo de conservação, fabricante, tamanho, validade, etc.

Etiquetas tipo bandeirinha lateral
Foto: SimpleTag

A etiqueta de cetim é ideal para ser colocada em peças de roupas, incluindo as roupas íntimas, pois o item não incomodaria a vestimenta por ser de um tecido macio e delicado.

Usá-la nas embalagens de lembrancinhas diversas, doces, convites e sacolas, são opções que combinam muito bem também.

Criar uma etiqueta assim significa possibilitar acabamentos diversos, personalização sofisticada e valorização da embalagem vinculada à nobreza do tecido. 

Etiquetas bordadas 

O bordado nas etiquetas pode ser feito em alta definição com auxílio de um maquinário profissional ou de modo artesanal conforme o estilo e modelo pretendido.

etiqueta personalizada para artesanato
Foto: @perfect_labels_lanyards

Ele é aconselhável em peças de vestuário, pois o bordado só pode ser feito em uma base de tecido, de modo que a etiqueta poderá ser costurada na própria roupa depois, se preciso.

Etiquetas bordadas 
Foto: TAGSTAR ETIQUETAS

Em todo caso, as etiquetas feitas de tecido também servirão para compor outras embalagens/peças, como qualquer outra etiqueta.

Antes de bordar à mão é necessário fazer o desenho sobre o tecido para não se perder, assim cada pessoa escolhe a composição visual e as informações que serão inseridas.

etiquetas bandeirinha para artesanato
Foto: @customlabels4u

Bordar é uma excelente maneira de fazer etiquetas artesanais do seu jeito, e o modo de bordar será diferente a depender da mão e do jeito de bordar, independente dos padrões.

Se for fazer etiquetas em grande quantidade é necessário reproduzir o desenho em todas as peças, sabendo que não sairão completamente idênticas.

etiqueta redonda
Foto: TAGSTAR ETIQUETAS

Aproveite o bordado para criar relevo e textura na sua etiqueta e a deixe ainda mais criativa e diferente de acordo com o seu propósito com ela. 

Etiquetas de nylon 

As etiquetas de nylon resinado são muito usadas, por causa do baixo custo (numa relação de custo x benefício) e, especialmente, para gerar confiabilidade.

Etiquetas em NYLON Resinado
Foto: KLD Etiquetas

Esta confiabilidade se deve ao fato de que esta etiqueta visa fornecer as informações obrigatórias do INMETRO, como cuidados de uso e dados do fabricante.

Ela pode conter até mesmo um código de barras e informações sobre a composição do produto.

A gravação disso tudo sobre o material é feita através da thermo impressão, aplicando fitas e ribbons, e provocando ainda um revestimento em resina especial.

etiquetas para artesanato em tecido
Foto: Ateliê Petit Gateau

Dessa maneira, a etiqueta de nylon também é muito resistente aos produtos químicos, às altas temperaturas, aos atritos, às trações, entre outros agentes e eventos.

Essas etiquetas são bastante usadas em roupas (uniformes, blusas, camisas, calças…), artesanatos, artigos para pet’s, entre outros itens. 

Etiquetas de sarja 

As etiquetas de sarja são muito versáteis e existem alguns subtipos que se diferenciam, como é o caso da etiqueta em sarja tipo clipe, a de corte reto ou com dobra central.

Etiquetas de sarja 
Foto: @fancyweaver

A variedade de etiquetas proporciona mais possibilidades de uso interno ou externo em artesanatos, roupas em geral e acessórios, com apelo ecológico para a marca.

etiquetas para artesanato em crochê
Foto: @inkedpapers.etsy

Essa etiqueta pode ser feita a base de algodão ou poliéster, de modo que as estampas e cores são também diversas.

etiquetas para artesanato artesanal
Foto: @inkedpapers.etsy

Os acabamentos dessa etiqueta podem ser cadarços de sarja (algodão ou poliéster) que sirvam para fazer laços e amarrações decorativas.

Esse mesmo cadarço é usado para fazer detalhes em golas, jeans, moletons, objetos infantis, entre outros, e pode ser uma forma de harmonizar toda a peça.

Etiquetas 3D 

O efeito 3D pode ser feito de diferentes formas, uma delas é através de impressões que transmitem esse efeito, fazendo a aplicação da tinta através da termotransferência.

A impressão, nesse caso, pode servir para uma etiqueta de alta frequência, etiqueta emborrachada ou etiqueta 3D.

Etiquetas 3D 
Foto: @sobre.arte

Sendo assim, é possível ter uma etiqueta em papel 3D ou em outro material que aceite a impressão.

Um desenho na etiqueta feito à mão, seja com tinta ou com bordado, também poderá causar o efeito, pois o 3D é uma perspectiva visual.

Outro modo de trazer à tona esse aspecto é através de sobreposições para aplicar na etiqueta, que ganhará a terceira dimensão naturalmente. Por exemplo, ao produzir um mini origami de borboleta, para colar em etiqueta do tipo tag, o resultado final será tridimensional.

3d
Foto: @socialitepaperstudio

Seja como for, esse tipo de etiqueta é maravilhoso para opções criativas, com características visuais fortes e impactantes.

Embalagens de eletrônicos, de alta tecnologia, assim como produtos de metais e mais modernos, combinam bem com esse tipo de etiqueta.

Isto não significa que não se pode usá-la em artigos vintages ou mais rústicos, lembre-se que um pequeno origami, um bordado ou um desenho feito à mão, podem trazer o efeito.

Tags 

As tags são uma forma de chamar as etiquetas que criam uma imagem final muito próxima do perfil do público-alvo, promovendo e transmitindo o valor e perfil da marca.

etiquetas de artesanato tag
Foto: O Estúdio Gráfico

Então, para chamar de tag é preciso que a etiqueta traga o valor imaterial daquele produto que é associado a algum fabricante ou marca, além de outras informações importantes.

Pode-se colocar a referência do produto, assim como o seu tamanho, cor, código de barras, preço e contato para vendas.

tag redonda
Foto: Patricia Almeida

Elas são usadas para quem quer diferenciar a embalagem com um toque especial que destaque o nome do artesão, da artesã ou da marca criativa.

A etiqueta tag pode ser feita com base nos materiais que já foram citados: papel, cetim, nylon, metal, sarja e outros, podendo ser também em formato 3D ou não.

tag quadrada
Foto: muito mais amor

O seu principal aspecto, no entanto, não é a sua matéria-prima, mas a sua identidade visual que cria uma unidade entre produtos de uma mesma marca.

O ideal da tag é que ela possa ser uma forma de identificar o autor, criador ou remetente daquele objeto, no qual traz na sua embalagem, ou nele mesmo, a etiqueta.

Etiquetas personalizadas para artesanato 

Falando nas tags, as etiquetas personalizadas são praticamente a mesma coisa.

São etiquetas para artesanatos que possuem um diferencial criativo conforme as necessidades de cada um.

mdf
Foto: @birkiiznaturalnoi

Personalizar é colocar a sua inscrição no produto, a sua marca, sua impressão, de maneira que o produto tenha a cara de quem o produz, mas que também atenda às demandas.

Desse modo, a personalização acontece de acordo com os desejos e as prioridades daquele que cria a etiqueta para dar um presente, uma lembrancinha ou para vender uma peça.

etiquetas para artesanato costura
Foto: @labels_11

Em questão de vendas, é preciso compreender o perfil do público-alvo e do público em potencial, para direcionar as frases e símbolos.

A composição visual de uma marca ou um nome, deve transmitir um posicionamento e uma visão para os seus produtos e tal composição pode ser chamada de logo.

acrilico
Foto: @labels_11

De qualquer forma, uma única etiqueta usada casualmente pode ser personalizada sem muitas análises, pois apenas depende do impacto que se quer proporcionar.

O que não se pode perder de vista são as reais características daquela ou daquele que decora e cria a etiqueta.

Afinal, se conhecendo bem, e cada vez melhor, será possível criar várias etiquetas que tenham mais a ver com a sua própria experiência e valores.

Etiquetas de couro para artesanato 

As etiquetas de couro são ótimas para artigos em jeans, em crochê ou em madeira.

Obviamente que elas podem ser usadas para diversos outros tipos de objetos e acessórios, sejam eles mais rústicos ou mais modernos.

etiquetas para artesanato em couro
Foto: @stitkovo_tvoj_stitok

A etiqueta de couro, que pode ser mais escura ou mais clara, traz um refinamento no acabamento, pois é mais resistente, embora seja flexível também.

 em couro sintético
Foto: @nationaletching

O couro pode ser sintético ou natural, de modo que as pessoas veganas podem usar o tipo sintético para preservar os animais que são envolvidos no processo de produção.

de couro
Foto: @little.miss.knit

Geralmente, esse tipo de etiqueta traz apenas a logo da marca e informações essenciais de divulgação, dando, por exemplo, o contato do fabricante, o nome da loja, etc.

É possível ainda fazer etiquetas para artesanato em formatos diferentes com o couro, para ousar mais e sair dos formatos convencionais.

Como fazer etiquetas para artesanato 

Visualize o processo do tutorial de etiquetas para artesanato no vídeo do Ateliê Carolina Becher:

Para fazer etiquetas para artesanato com intuito de identificar as peças que você faz, segue a receita passo a passo.

Materiais utilizados

  • Tecido tricoline 100% algodão, na cor que quiser, ou fitas de cetim;
  • Material de sublimação em tecido (papel transfer para tecidos claros ou escuros, conforme a cor do tecido escolhido).

O primeiro passo é ter uma logo (identificação visual do seu negócio) e duplicar ela no computador para imprimir.

Se for aplicá-la em tecidos claros, antes de imprimir, deixe a logo espelhada. Se for em tecido escuro, deixe no sentido normal.

Depois das etiquetas impressas, que devem ser impressas em uma impressora a jato de tinta, aplique as etiquetas no tecido.

Para tecidos claros, a forma de aplicar é a seguinte:

1º passo

Passe a ferro, o tecido tricoline (100% algodão) ou a fita de cetim.

2º passo

Posicione as etiquetas viradas para baixo, por cima do tecido, e passe ferro por toda a superfície do papel.

3º passo

Verifique se colou todo o papel sobre o tecido e aguarde alguns minutos.

4º passo

Puxe o papel, descolando ele do tecido, para ver o resultado.

5º passo

Recorte as etiquetas no tecido, conforme o formato colocado na impressão, ou seja, na linha de corte de cada etiqueta.

Para tecidos escuros, o processo é diferente, começando pelo próprio papel transfer usado para sublimação, pois ele deverá ser específico para esse tipo de material.

Aplique a etiqueta diretamente na peça, uma de cada vez, descolando ela do papel e colocando o papel sobre ela para passar o ferro.

Lembre-se também de conferir as instruções de uso na embalagem do produto (papel transfer), seguindo as orientações do fabricante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *